segunda-feira, 7 de julho de 2008

Estação Ferroviária de Jaboatão

Por James Davidson

 


A Estação Ferroviária de Jaboatão fica situada em Jaboatão Centro, ao lado da atual estação do metrô, junto ao terminal de ônibus da integração. Encontra-se abandonada desde sua desativação, após a inauguração do metrô, na década de 80. Tem sido utilizada atualmente apenas por usuários de drogas, delinquentes e para a prostituição!



A antiga Estação Ferroviária é datada de 25/03/1885 e faz parte da linha Férrea Central de Pernambuco. Essa linha ligava o Recife até o sertão do estado, alcançando cidades como Salgueiro e Serra Talhada. Foi muito importante para a cidade de Jaboatão porque, além de facilitar o transporte de pessoas e mercadorias da localidade, foi um fator que possibilitou um aumento populacional e um maior fluxo que trouxe maior desenvolvimento econômico. Assim, Jaboatão, que possuía uma população menor que a de Muribeca, cresceu tornando-se a sede do município recém-criado.



Com a instalação das oficinas ferroviárias, anos mais tarde, em 1910, em um enorme terreno em um meandro do Rio Duas Unas, atrás da Estação, a cidade de Jaboatão passou a ter maior importância através da vinda de operários de outras regiões. Assim, Jaboatão passou a ser um dos principais centros ferroviários do Nordeste.



A Estação Ferroviária possui também um grande valor arquitetônico. Foi construída em alvenaria, mas possui muitos componentes em ferro como as mãos francesas que sustentavam o teto. Hoje, encontra-se completamente abandonada e esquecida, apesar de seu valor, e muitos vândalos destruíram boa parte de suas repartições, saqueando as telhas e peças de ferro. Está sendo realizado um projeto de recuperação do edifício pela prefeitura, em parceria com o metrô, que pretende transformar o local em um museu. É um anseio de toda a sociedade a recuperação do prédio que deu o impulso para o desenvolvimento da cidade.

11 comentários:

Herbert Fernandes disse...

Muito bom o seu blog! Vou por o link dele no meu, ok?
Depois vou ler tudo direitinho pra ver se vc já postou algo sobre a lagoa. Seria bom. O que vc acha?

birasarmento disse...

É GENTE, ÓTIMO A DIVULGAÇÃO DESTAS FOTOS DA ESTAÇÃO FERROVIÁRIA, POIS ESTAR MESMO UM DESCASO ESPERAMOS QUE A NOVA ADMINISTRAÇÃO RESTAURE ESTE PATRIMONIO HISTORICO.
GOSTARIA QUE VOCÊ DIVULGASSE TAMBÉM A DEMOLIÇÃO DA MATERNIDADE RITA BARRADAS E O PRÉDIO DO ANTIGO SENAI QUE A MAIS DE 10 ANOS ESTAR FECHADO E DETERIORADO.

Anônimo disse...

Eu que me criei em Jaboatão, fico muito triste em ver as ruinas daquela que foi o maior cebtro de passageiros da Jaboatao. Trabalhei na Ferrovia de 1976 a 1991 quando o famigerado collor me mandou embora das Oficinas de Jaboatão. Hoje vivo em Salvador terra que me acolheu, dia desses eu retorno pra rever os amigos e lamentar do descaso do patrimônio da RFFSA. Heraldo Caetano.

André Luiz disse...

Ei cara , beleza? Foi muito boa sua matéria sobre a estação de Jaboatão. Eu me interesso e gosto muito da história ferroviária brasileira, principalmente de Pernambuco. Eu querioa contar com sua ajuda para irmos à prefeitura de Jaboatão para falar com o prefeito para que ele reforme a estação e a deixe como era antes para transformar-se num ponto de turismo de Jaboatão. Posso contar com a sua ajuda? Entre em contato por favor, o meu e-mail é: andre-06-93@hotmail.com. Valeu cara!

André Luiz disse...

Vamos salvar a estação de Jaboatão, pois é um pedaço grande da história!

Anônimo disse...

Meu nome é Edson ou ( dinho javali ), estou em São Paulo a 6 anos e fiquei muito emocionado e triste ao mesmo tempo, por ver que Jaboatão esta realmente entregue ao descaso, sou nascido e criado em Santo Alexo e voce esta de parabens pelo seu enorme trabalho perante a nossa cidade. Gostaria de obter um livro que se chama Jaboatão dos meus Avós. Caso queira entrar em contato comigo ligue para cel. (11) 7121-4332 Muito obrigado e continue sempre assim divulgando oque é bom e bonito para o mundo, parabens.
de Edson

Vanessa disse...

Cara te parabenizo por lembrar do descaso sofrido por Jaboatão.Moro em vista alegre e estudo História e por isso eu sempre tento descobrir bibliografias sobre Jaboatão velho!!Parabéns!Torço para que suas publicações não mobilizem o povo e as autoridades para a preservação pois serve de incentivo ao turismo!Parabéns!

Gina Andrade disse...

eii dah pra se animar um pouco, pq elias gomes tah aiii pra melhorar jaboatão, vamo pedir pela recuperação da estação tbm??? preciso de vcs....

toninho_olimendes disse...

Lembro-me de minha infancia nos anos 60,quando eu e minha mãe viajava-mos de trem de Jaboatão para Pesqeira,ficava fassinado ao ouvir o apíto e a chegada da composição na estação,viajava o tempo inteiro de pé ao lado da janela contemplando as belas paiságens,os túneis pontes etc.Hoje moro em SP.Mas sempre que vou em Pernambuco visito a velha estação de Pesqueira,vém na memória recordações de um passádo que jamáis vou esquesser,fico triste em saber a situação que se encontra a estação de Jaboatão, espero que nossas autoridades tomem alguma providencia,valeu amigo,um abraço.

Henrique Ribas disse...

Sou de Jaboatão e hoje moro na Bahia, gostaria de saber onde encontrar o livro Jaboatão dos Meus Avós, sei que na Biblioteca da cidade com toda certeza deve ter, mas queria este livro para ter em casa. se alguém souber por favor...

Henrique Ribas
kinhoribas@hotmail.com

milton disse...

Eu estou vendo aqui as ruinas da estação ferroviária de Jaboatão e é um crime gravíssissimo e q ñ é reconhecido tanto pela população como pelo poder político-administrativo, acomodado no seu bel EGO e nos seus proventos mensais e o mundo ao derredor q se dane, doe a quem doer, ñ doendo pra ele, tchau. As pessoas pode dar as mãos uns aos outros e ser voluntários na sua recuperação e ser um centro cultural d,um ponto histórico q ñ deveria morrer de jeito nenhum. Muito dos seres humanos ñ liga porq acha q a estação é patrimônio do governo igual como a pessoa ao comprar um automóvel, é da pessoa de forma absoluta. Ora! O carro pode ser da pessoa de forma absoluta, mas, a estação de Jaboatão e as outros é patrimônio público.